Um beijo ou dois: como cumprimentar as pessoas em cada país?

Aperto de mão, um beijo ou dois? Quem nunca ficou na dúvida sobre como cumprimentar uma pessoa de outro país que atire a primeira pedra. Mas, como saber o jeito correto de como cumprimentar as pessoas em cada país e evitar gafes?

Saudar alguém vai muito além de dar oi. A saudação é a introdução para conhecer qualquer cultura. Ao contrário de um simples aperto de mão ou abraço, as circunstâncias que justificam o beijo diferem pela cultura. Na Espanha, por exemplo, um beijo em cada bochecha é comum.  Já em algumas partes do Afeganistão, é costume beijar até oito vezes.

Um Beijo ou Dois: Em busca da Saudação perfeita

Em seu livro “One Kiss or Two: In Search of the Perfect Greeting”, o diplomata Andy Scott especula as origens da tradição dos beijos. “Em sua Epístola aos Romanos, São Paulo instruiu os seguidores a saudarem-se uns aos outros com um beijo sagrado”, comenta. Foi assim que o beijo sagrado “tornou-se uma saudação comum entre os primeiros cristãos e uma parte central da cerimônia católica”.

Ao longo do tempo, é possível que a saudação bíblica do lábio-a-lábio evoluiu para um beijo na bochecha. Isso explicaria por que o beijo de saudação é popular em muitos países católicos. Embora a prática também seja comum em partes do Oriente Médio e da Ásia, é onipresente na América Latina e na Europa continental.

Variações de cada país

Aqui no Brasil já se percebe a diferença nos cumprimentos de cada região.Mas não é só aqui que essas diferenças acontecem. Na França, por exemplo, o número de beijos também varia muito. Segundo uma pesquisa de 2014 com mais de 100 mil cidadãos, parisienses consideram dois beijos a regra. Porém, três beijos são padrão na Provença e quatro em todo o Vale do Loire. Confira como é a saudação em outros países:

Um beijo: Colômbia, Argentina, Chile, Peru, Filipinas;
Dois beijos: Espanha, Itália, Grécia, Alemanha, Hungria, Romênia, Croácia, Bósnia e Brasil (embora o número possa mudar por região) e alguns países do Oriente Médio (não entre os sexos opostos);
Três beijos: Bélgica, Eslovênia, Macedônia, Montenegro, Sérvia, Holanda, Suíça, Egito e Rússia (onde é acompanhado por um abraço de urso).

Os perigos

Na América Latina é normal cumprimentarmos alguém que acabamos de encontrar com um beijo. Esse é o equivalente a estender a mão na América do Norte. Embora isso seja verdade em grande parte da Europa, não é tão generalizado. Se você é confrontado com um beijo de saudação e não tem certeza de quantos estão chegando, o melhor é se planejar para dois.

“Estranhamente, há uma correlação inversa [em muitos lugares] entre o número de beijos e quão íntimo você é dessa pessoa”, diz Scott. “É como se o segundo beijo cancelasse o significado do primeiro beijo. Em vez de um sinal de intimidade, torna-se muito mais ritualista “.

Dinâmica

A dinâmica de gênero também é uma consideração importante. Na Europa e América Latina, os cumprimentos de beijo entre duas mulheres, e entre um homem e uma mulher, são amplamente aceitos. Um beijo entre dois homens, apesar de mais raro, ocorre em lugares como a Argentina, Sérvia e o sul da Itália. Como se poderia esperar, beijos entre homens e mulheres são mal vistos em regiões com valores mais conservadores. Porém, os mesmos não enxergam problemas em beijos de saudação entre os homens.

 

Confira outras matérias:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *