Cidade do Cabo #2 – Vinícolas de Stellenbosch e Table Mountain

Após um dia curtindo as belezas da Península do Cabo, nos programamos para conhecer uma das atrações mais famosas da Cidade do Cabo: a Table Mountain. Mas antes, visitamos a cidadezinha de Stellenbosch, famosa pela grande quantidade de vinícolas.

Stellenbosch

Quando começamos a pesquisar as vinícolas próximas a Cidade do Cabo, percebemos que são várias as cidades que se dedicam à arte de produzir vinhos. Ficamos na dúvida se deveríamos optar por Constantia, Stellenbosch ou Franschhoek. Todas elas ficam a uma distância máxima de 80 quilômetros do nosso ponto de partida e são recomendadas por viajantes.

Como já havíamos passado por Constantia no dia anterior, resolvemos eliminar esta opção. Entre Stellenbosch e Franschhoek acabamos escolhendo a primeira, por ser mais próxima da Cidade do Cabo. Definitivamente não nos arrependemos!

Spier 1692

Após uma parada no centro de Stellenbosch seguimos para a Spier 1692. A vinícola, que também conta com um hotel, é uma ótima pedida para passar parte do dia e fazer uma boa refeição. Por ser uma das referencias do país, já que funciona desde 1692, o local é altamente estruturado.

Há degustações, passeios de segway pelas vinícolas, restaurantes e delicatessens disponíveis. Sem falar no jardim e nas áreas próprias para pic-nics. O que achamos mais legal é que, mesmo para quem optar por não fazer nenhum passeio pago, a Spier não cobra entrada para o acesso aos jardins.

Passamos a manhã por lá, andamos por boa parte da vinícola e compramos alguns vinhos por um ótimo preço. Tínhamos planejado almoçar por lá, mas no meio do passeio mudamos de ideia e resolvemos conhecer outra vinícola.

Longridge Winery

Achamos a Longridge por acaso, já que ela é bem menor e menos conhecida que a Spier. Mas não pense que isso influenciou a qualidade dos vinhos que provamos por lá! Apesar de o restaurante do local fechar durante o inverno, para nossa alegria as degustações continuam.

O preço da degustação foi super em conta: 80 Rands por pessoa. O valor incluía a degustação de cinco vinhos, mas como algumas garrafas já estavam abertas, acabamos experimentando sete rótulos, incluindo um orgânico. Já estávamos muito felizes com a degustação, mas ficaríamos ainda mais. Isso porque, como levamos uma garrafa da vinícola, não cobraram a degustação. No final, duas degustações e uma garrafa saíram por 70 Rands.

Table Mountain

Depois de uma manhã super agradável em Stellenbosch, voltamos para Cidade do Cabo. Próxima parada: Table Mountain, ou Montanha da Mesa. Já tínhamos planejado este roteiro justamente para levar uma garrafa de vinho para curtirmos o entardecer no topo da imponente montanha.

Há duas maneiras de se chegar ao topo da Table Mountain. Você pode fazer uma das inúmeras trilhas, ou como nós, pegar o bondinho. Compramos nossos tickets na hora e não pegamos fila, mas creio que isso só acontece no inverno. Para quem quiser evitar filas, existe a possibilidade de comprar os ingressos pela internet.

Se o tempo para o dia que você escolheu não estiver bom, não tem problema! Você tem uma margem de alguns dias a partir da data da compra para escolher o seu ticket. Para preços e horários de funcionamento atualizados, clique aqui. Ah, prepare-se para o vento lá no topo da Table Mountain! No dia, apesar do sol, a ventania estava presente. Nada que incomode, mas caso você não esteja agasalhado, pode passar frio.

Como ainda não havíamos comido antes de chegar ao topo da Table Mountain, fizemos uma refeição na lanchonete do parque. Apesar do preço um pouco salgado, havia várias opções, até mesmo um buffet por peso. Com as barrigas cheias, fomos explorar a montanha. 

A vista é linda, uma bela oportunidade de ver diversos pontos da Cidade do Cabo de cima. Isso sem falar no sol se pondo no mar, uma experiência inesquecível. Se fosse possível se apaixonar por uma cidade, seria nesse momento que Cape teria ganho nossos corações <3

Confira outras matérias:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *