Turbulência “invisível” deixa 27 feridos

Se você, como eu, supera o medo de turbulências apenas para colocar o pé na estrada, esta notícia te dará arrepios! No domingo (30/04), 27 pessoas ficaram feridas a bordo de um avião da russa Aeroflot, na rota entre Moscou e Bangkok.

O fato ocorreu por causa de uma forte turbulência “invisível”, informou a embaixada russa na Tailândia. O avião entrou em uma zona de forte turbulência de curta duração, que ocorreu sem nuvens. Desta maneira, o radar meteorológico não pôde detectar a situação. Como consequência, a tripulação não avisou os passageiros.

Segundo as informações repassadas pela embaixada russa, entre os feridos estão 24 cidadãos russos, que sofreram lesões de diferentes gravidades. Alguns precisam de uma cirurgia, outros já deixaram o hospital. O embaixador russo na Tailândia disse à Sputnik que os médicos tailandeses estão prestando toda a assistência necessária aos feridos.

O incidente ocorreu, quando o avião se aproximava do aeroporto de Suvarnabhumi na capital tailandesa. Entre os ferimentos, houve desde pequenos cortes, até um passageiros que quebrou ambos os braços.

Turbulência invisível

Um dos maiores problemas da aviação são justamente as turbulências repentinas. O fenômeno meteorológico pode ocorrer subitamente, em condições de céu perfeitamente claro. Os resultados vão desde sacudidelas desconfortáveis, até mergulhos súbitos quando a aeronave perde sustentação ao entrar em um bolsão de baixa pressão. Essas turbulências, que atendem pela sigla CAT (clear air turbulence, turbulência de céu claro, em tradução livre), resultam em ferimentos nos passageiros e na tripulação, já tendo sido registrados casos fatais.

Talvez agora você pense duas vezes antes de soltar seus cintos de segurança sem motivo! Sabemos que o cinto pode ser desconfortável, mas ele existe justamente para evitar acontecimentos como esse. Aperte os cintos e solte-os apenas quando for realmente necessário.

Confira outras matérias:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *