O que significam as cores dos passaportes?

Você já deve ter notado as diferentes cores dos passaportes mundo a fora. Verde, vermelho, azul e preto são as cores mais encontradas, mas qual o seu significado?

Apesar de muitas pessoas pensarem que as cores são usadas por aspectos estéticos, não é este o motivo da escolha. Acontece que as cores do passaporte são frequentemente relacionadas à geografia e política. Apesar de a Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) emitir orientações sobre tamanho e formato, os governos podem escolher o desenho e a cor do documento. A única exigência é que seja derivado de uma de quatro cores: vermelho, verde, azul ou preto.

Verde

Para alguns países, a escolha da cor refere-se a uma religião predominante. Os países muçulmanos, incluindo Marrocos, Paquistão e Arábia Saudita, possuem passaportes verdes, porque a cor está ligada ao Islã. O verde é considerado uma das cores favoritas do Profeta Maomé. A cor também está nas bandeiras das repúblicas islâmicas Irã, Mauritânia, Paquistão e Afeganistão.

Muitas nações africanas (Burkina Faso, Costa do Marfim, Níger, Nigéria, Senegal, etc.) também têm passaportes em tons de verde, principalmente devido à sua distinção como membros da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Vermelho

Hrant Boghossian, vice-presidente do Grupo Arton, disse ao jornal The Telegraph que passaportes vermelhos podem sugerir um passado comunista – ou presente. Por exemplo: Eslovênia, China, Sérvia, Letônia, Romênia, Polônia, Geórgia possuem passaportes vermelhos.

Muitos dos países nórdicos também têm passaportes vermelhos, pois o vermelho era uma cor popular durante a era Viking e pode ser encontrado em muitas das bandeiras nacionais. Muitos passaportes de países da União Européia também são em bordô. No que The Economist chamou de “exercício de branding”, a Turquia, a Macedônia e a Albânia mudaram seus passaporte para o bordô, para corresponder às suas aspirações na UE.

Azul

O passaporte dos EUA hoje é azul, mas nem sempre foi assim. Em 1976 ele foi alterado de verde para o azul para celebrar o bicentenário. Na época, a ideia era combinar com a bandeira americana. Uma curiosidade: entre 1993 e 1994, foi emitido um passaporte verde especial para o 200º aniversário do Serviço Consular dos EUA, mas o passaporte é azul desde 1994.

Os Estados membros da Comunidade do Caribe (CARICOM) têm todos passaportes azuis. Essa escolha provavelmente faz alusão à sua localização próxima ao mar. Já o Brasil (que também já foi verde), Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela, têm passaportes azuis para representar sua filiação ao Mercosul.

Preto

Passaportes dessa cor são os mais raros do grupo. As restantes nações africanas têm tipicamente passaportes negros. Países como Chade, República Democrática do Congo, Zâmbia, Botswana, Burundi, Gabão, Angola, Malawi, contam com a cor nos documentos.

Outros países onde o preto desempenha um papel proeminente, como a Nova Zelândia também usam a cor. A conexão com o preto como sua cor nacional é o fator de escolha.

Há também os passaportes pretos devido à imunidade diplomática. Isso que significa que o pessoal do aeroporto não pode procurá-los, atrasá-los ou prendê-los. Estes são os mais raros entre os passaportes.

Confira outras matérias:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *