Lua de Mel #3 – O primeiro mergulho

Se as viagens de lua de mel são feitas para celebrarmos o início de uma nova fase em nossas vidas, nada mais justo que sair da zona de conforto e fazer algo novo durante estes dias inesquecíveis. Caso essa experiência envolva superar algum tipo de medo, melhor ainda! Já havia dito anteriormente que mais do que dar dicas sobre turismo, o propósito deste blog é incentivar nossos leitores a superar medos e se permitir viver intensamente.

Viagem saindo de Porto Morelos até o local do mergulho.
Viagem saindo de Porto Morelos até o local do mergulho.

Orgulhosa e extremamente empolgada. Foi assim que me senti quando subimos novamente ao barco após o nosso primeiro mergulho. Sei que para muitas pessoas a atividade é algo muito e tranquilo e natural, mas certamente quem já teve experiências negativas envolvendo água me entende. Nem sempre fui medrosa em relação ao mar, mas com o passar dos anos e depois de ter passado por alguns apuros definitivamente não me sinto segura e confortável sabendo que há água alguns bons metros sobre mim. Ou melhor, não me sentia…

Antes mesmo de embarcar para nossa lua de mel já havíamos combinado que faríamos nosso primeiro mergulho. Assim que chegamos ao hotel logo nos disponibilizaram as atividades disponíveis e lá estava o mergulho para inciantes. O pacote incluía um treino e reconhecimentos dos esquipamentos na piscina do hotel, ida e volta até o barco em Porto Morelos, todos os equipamentos necessários e um lanche após o mergulho. Pagamos U$ 120,00 por pessoa e valeu cada dólar.

Chegando ao recife
Chegando ao recife

Logo no treino na piscina percebi que não seria fácil para mim. A máscara me incomodou, o equipamento era muito pesado para mim, mas mesmo assim ainda estava tranquila. Foi assim até a hora de nos jogarmos no mar, eu e o Pedro, o Rafa que foi nosso instrutor e a Julie, uma americana que estava hospedada no mesmo hotel.

No começo precisamos nos agarrar em uma corda e ir descendo lentamente para que nosso corpo se acostume com a pressão da água, principalmente nossos ouvidos. Confesso que subi e desci da corda umas cinco vezes, até que nosso instrutor foi até mim e me tranquilizou. Neste momento percebi que podia atrasar o grupo e quase desisti. Mas aí pensei nas experiências que iria perder caso não tivesse coragem suficiente. Não se tratava somente daquele mergulho, mas sim de todos os outros que ainda poderíamos fazer em viagens futuras.

Amor até debaixo d'água <3
Amor até debaixo d’água <3
O Rafa, nosso guia nos mostrando a vida marinha.
O Rafa, nosso guia nos mostrando a vida marinha.

No começo foi tipo: “Vai! E se der medo vai com medo mesmo…”. Confesso em alguns momentos quase entrei em pânico. Mas foi só até chegarmos até o coral. Aí os peixes vem se aproximando, você percebe que aquele coral que nem sabia que existia se mexe e que embaixo daquela pedra tem uma moreia olhando em sua direção. É uma sensação indescritível essa descoberta do mundo subaquático, impossível não se encantar!

É tudo tão diferente, as cores, a sensação de estar flutuando, formas de vida que até então eram desconhecidas pra mim. Como é preciso estar atento à respiração o processo se torna uma espécie de meditação. Parece que não existe mais nada, somente você e aquele momento. O barulho que o equipamento faz durante cada respiração é a única coisa que se ouve e a paz de espírito chega sem você perceber. Aí é que me pergunto, como e por que tinha medo disso? É simplesmente perfeito!

Cenário de filme.
Cenário de filme.

Agora os planos futuros é claro que envolvem mergulhos, cursos e muitos destinos praianos. Espero que você, assim como eu, supere o que te impede de ir para frente, fazer coisas novas e descobrir não só o mundo ao seu redor, mas também seu mundo interior. Não se trata apenas de um mergulho, um voo ou uma viagem sozinha. Isto é sobre evoluir, superar os próprios limites e viver intensamente.

Sensação indescritível!
Sensação indescritível!

Confira outras matérias:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *