Lua de Mel #2 – Tulum

Sempre havia imaginado que nossa lua de mel seria em uma praia paradisíaca, parecida com as que aparecem em filmes românticos. Não é que eu acertei 🙂 Foi difícil escolher qual foi o lugar que mais nos conquistou durante esta semana no México, mas Tulum e suas ruínas arqueológicas estão definitivamente entre os cenários naturais mais lindos que nós já vimos.

Lua-de-Mel-Tulum-5
Impossível não se apaixonar por Tulum

O Parque Nacional de Tulum fica aproximadamente 140 km de Cancún e 72 km de Playa del Carmen, contudo vale cada quilometro rodado para se chegar até lá. A antiga cidade muralha dos maias, que segundo especialistas data aproximadamente de 564, garante um visual único que une as ruínas maias e uma praia de águas cristalinas. Total Indiana Jones!

As ruínas maias do Templo do Deus do Vento
As ruínas maias do Templo do Deus do Vento

Quanto aos custos, o melhor de tudo é que este foi um dos passeios mais baratos. A estrutura do Parque é super boa, já na entrada você encontra um pavilhão com algumas lojas de artesanatos, banheiros, casas de câmbio, estacionamento e até Starbucks. Como estávamos com carro tivemos que pagar algo em torno de U$ 3,00 para estacionar, nada exorbitante.

Além de ser uma atração em conta é linda
Além de ser uma atração em conta é linda

Acho importante avisar que logo em frente à este pavilhão você ira avistar os Voladores de Paplanta. Estes acrobatas realizam uma dança bem louca, se jogando do alto de uma torre amarrados à cordas. Muito provavelmente o ritual que acompanha flautas irá chamar a sua atenção. Mas para assistir a apresentação é preciso pagar uma proprina para os dançarinos. Eu acho justo, afinal esta é a fonte de renda deles, mas vimos outros turistas que não gostaram muito. A mesma coisa vale para as pessoas com trajes maias que te convidam para tirar fotos. Aí vai de você avaliar, se acha que vale ou não…

Desta primeira entrada você possui duas opções: ir andando até a bilheteria e entrada das ruínas ou então pegar uma espécie de trem, que obviamente é pago. Nós optamos pela caminhada que levou em torno de 15 minutos. Porém os sombreros fazem muita sombra e ajudam a enfrentar o calor durante o percurso.

O Parque Nacional de Tulum oferece acesso à praia
O Parque Nacional de Tulum oferece acesso à praia

Ao final deste caminho você finalmente encontrará a bilheteria e a porta de entrada das ruínas. Novamente não vou lembrar o valor exato, mas foi no máximo U$ 5,00 por pessoa. Como já possuíamos um mapa com informações sobre o local decidimos que não seria necessário um guia. Porém, para os que gostam de história há um serviço de guia turístico que pode ser contratado na bilheteria.

Ruínas cheias de história
Ruínas cheias de história

Como neste dia nós ainda planejávamos conhecer Cobá e precisamos rodar 80 km até lá, chegamos por volta das 10:00 e já estava surpreendentemente cheio. Portanto se você não gosta de ninguém nas suas fotos ou se irrita com muita gente o nosso conselho é: vá bem cedo!

Praticamente impossível conseguir uma foto sem nenhum "figurante"
Praticamente impossível conseguir uma foto sem nenhum “figurante”
Mas o lado bom é que sempre tem alguém para tirar uma foto ;)
Mas o lado bom é que sempre tem alguém para tirar uma foto 😉

No mais é só curtir a energia deste lugar! Lembrando que no México é sempre aconselhável uma roupa de banho e uma toalha e em Tulum é impossível resistir à este mar azul.

Cenário de filme
Cenário de filme
Tulum conquistou meu <3
Tulum conquistou meu <3

Gostou do destino ou está planejando uma viagem para lá? Se precisar de dicas ou quiser trocar uma ideia é só nos contatar na nossa página do Facebook ou pelo contato@viajepelosnossosolhos.com.br. Vamos adorar ajudar 🙂

Confira outras matérias:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *